Consumo moderado de álcool diminui o risco de demência
25 janeiro 2002
  |  Partilhar:

Os consumidores moderados de álcool têm menos riscos de
 

sofrer de demência senil, ainda que o exagero tenha o efeito
 

contrário, sugere uma investigação realizada por investigadores holandeses publicada hoje na revista britânica Lancet.
 

 

Os investigadores da faculdade de Ciências da Saúde da
 

Universidade Erasmus de Roterdão acompanharam durante mais de dez anos cerca de 8.000 pessoas com mais de 55 anos, todos vizinhos do mesmo bairro, de nível social semelhante e costumes parecidos.
 

 

O estudo permitiu constatar que entre os que ingeriam até um máximo de três copos de álcool por dia surgiam menos quadros de demência, em particular as variantes que têm origem em doenças vasculares.
 

 

Os investigadores tinham já observado no mesmo grupo de vizinhos que existia uma relação entre as doenças cardiovasculares e o Alzheimer e a demência.
 

 

Após três anos de trabalho concluíram que o consumo
 

moderado de álcool tem efeitos positivos nestas doenças.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.