Consumo excessivo de carne e lacticínios gordos pode afectar qualidade do esperma

Estudo publicado na “Fertility and Sterility”

23 abril 2009
  |  Partilhar:

Homens que comem grandes quantidades de carnes processadas e lacticínios não desnatados apresentam espermatozóides de pior qualidade do que os daqueles que comem mais frutas, vegetais e lacticínios com pouca gordura, aponta um estudo publicado na revista “Fertility and Sterility”.

 

No estudo, liderado por Jaime Mendiola do Instituto Bernabeu em Alicante, Espanha, foram avaliados 61 homens que recorreram a uma clínica de fertilidade. Os investigadores verificaram que, entre os homens que apresentavam sémen de pior qualidade, cerca de metade consumia geralmente carnes processadas e lacticínios gordos. Por outro lado, a ingestão de mais frutas e lacticínios magros foi associada a uma melhor qualidade do esperma.

 

Os autores explicaram à Reuters Health que os antioxidantes presentes nas frutas podem proteger o esperma. Outro factor que poderia explicar a relação é o facto de as carnes e lacticínios gordos exporem os homens a substâncias denominadas “xenobióticos” – que incluem esteróides e químicos presentes no ambiente, tais como os pesticidas, que produzem efeitos semelhantes aos do estrogénio.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.