Consumo de peixe na gravidez melhora coordenação e fala do bebé

Estudo publicado no “The Economist”

08 março 2007
  |  Partilhar:

As grávidas que consomem mais peixe durante o período de gestação tendem a ter crianças mais sociáveis, de acordo com um estudo publicado na revista “The Economist”.
 

 

A quantidade de Ómega 3, presente em alguns alimentos, é um factor que pode estimular a inteligência, a coordenação motora e a tendência a atitudes sociais dos bebés, afirma a análise feita por Joseph Hibbeln, especialista norte-americano do National Institutes of Health e professor na University of Maryland.
 

A pesquisa aponta para o facto das crianças nascidas de mulheres que consumiram Ómega 3 durante a gravidez terem um coeficiente verbal maior, em comparação com as que não consumiram.
 

 

Para o psiquiatra, o trabalho demonstra que os benefícios de ter uma dieta rica em Ómega 3 são maiores que os riscos, já que habitualmente se recomenda às grávidas limitar o consumo de pescado para evitar expor o feto ao mercúrio.
 

 

O estudo foi feito com crianças de 3 anos e meio de idade e descobriu que aqueles que apresentavam a melhor coordenação motora tinham mães com alto consumo de Ómega 3. No entanto, quando esse consumo era menor, os pequenos tinham mais dificuldades em socializar.
 

 

De acordo com o estudo, 14% das crianças de 7 anos, cujas mães tiveram um consumo limitado de Ómega 3 na gravidez, demonstrou comportamentos anti-sociais, comparados com 8% dos que comeram mais peixe.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.