Consumo de marisco melhora o humor das grávidas

Estudo publicado no "Epidemiology"

04 agosto 2009
  |  Partilhar:

O consumo de marisco rico em ácidos gordos ómega-3 poderá ser benéfico para as mulheres que sofrem de depressão durante a gravidez, sugere um estudo publicado na revista científica “Epidemiology”.

 

Para o estudo, os investigadores da University of Bristol, no Reino Unido, contaram com a participação de 9.960 mulheres grávidas, que se encontravam na sua trigésima segunda semana de gravidez, e às quais foi solicitado o preenchimento de um questionário sobre o seu humor e a ingestão semanal de marisco.

 

O estudo revelou que as mulheres que consumiam três ou mais porções de marisco por semana - o equivalente a mais de 1,5 gr de ácidos gordos ómega -3 - tinham um risco 50% menor de sofrer de depressão do que aquelas que não ingeriam marisco.

 

Os investigadores revelam que esta relação entre o menor consumo de marisco e o maior risco de depressão se manteve mesmo quando tiveram em conta alguns factores que poderiam influenciar os resultados.

 

De acordo com os autores do estudo, a depressão durante a gravidez é prejudicial tanto para mãe como para o filho e, embora seja comum em países ocidentais, esta é praticamente inexistente nos países onde se regista elevada ingestão de peixe por habitante.

 

Os investigadores aguardam por novos desenvolvimentos nesta área de investigação dado que o consumo de marisco é muitas vezes desaconselhado às grávidas devido ao seu teor de mercúrio.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.