Consumo de frutas e vegetais pode reduzir 32% o risco mundial de AVC

Estudo publicado na revista “Stroke”

13 maio 2014
  |  Partilhar:

Um maior consumo de fruta e vegetais podem reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC) em todo o mundo, conclui um estudo publicado na revista “Stroke”.

 

“Uma dieta rica em frutas e vegetais é altamente recomendável, pois cumpre as necessidades de micronutrientes, macronutrientes e fibras”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Yan Qu.

 

Para o estudo, os investigadores da Universidade de Qingdao, na China, fizeram uma revisão bibliográfica de 20 estudos publicados nos últimos 19 anos que avaliaram os efeitos da ingestão de frutas e verduras no risco de AVC, a nível mundial. Foram incluídos os resultados de seis estudos dos EUA, oito da Europa e seis da Ásia. No total, a análise incluiu 760.629 homens e mulheres que sofreram 16.981 AVC´s.

 

O estudo apurou que o risco de AVC diminui 32% por cada 200 gramas de fruta consumida diariamente e 11% por cada 200 gramas de vegetais ingeridos por dia.

 

Alguns dos estudos analisados demonstraram que o elevado consumo de vegetais e fruta poderia diminuir a pressão arterial e melhorar a função microvascular, tendo efeitos benéficos sobre o índice de massa corporal, perímetro da circunferência abdominal, colesterol, inflamação e stress oxidativo. 

 

Os efeitos benéficos do consumo de frutas e vegetais foram consistentemente aplicados aos homens e mulheres, ao prognóstico do AVC e ainda por tipo de AVC, ou seja, causado por coágulos ou hemorragia. Não foi verificada qualquer diferença significativa no efeito da idade.

 

Os resultados dos estudos foram ajustados tendo em conta fatores como o tabagismo, consumo de álcool, pressão arterial, níveis de colesterol, atividade física, índice de massa corporal e outras variáveis dietéticas.

 

Os investigadores referem que há um baixo consumo de fruta e vegetais em todo o mundo, especialmente nos países com rendimentos médios ou baixos.

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o aumento do consumo de vegetais e fruta para valores acima dos 600 gramas por dia poderia reduzir a taxa de AVC isquémico em 19% a nível mundial. A OMS recomenda que cada adulto consuma, uma média diária de quatro a cinco porções de frutas e vegetais. Uma dieta rica em frutas e vegetais de várias cores e tipos é uma forma de obter os nutrientes importantes que a maioria das pessoas não obtém de forma adequada, incluindo vitaminas, minerais e fibras.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.