Consumo de fruta e legumes pode diminuir risco de stress nas mulheres

Estudo publicado no “BMJ Open”

22 março 2017
  |  Partilhar:
Um novo estudo apurou que o simples facto de se incluir mais fruta e legumes na dieta poderá ajudar a diminuir o risco de stress, particularmente nas mulheres.
 
O estudo conduzido pela Universidade de Sidney, Austrália, contou com a participação de 60.404 homens e mulheres de 45 anos ou mais, que tinham integrado o Estudo 45 e Mais do Instituto Sax, um estudo de larga-escala que envolveu mais de 267.000 adultos australianos. 
 
Foi avaliado o consumo de fruta e legumes de cada adulto entre 2006 e 2008 e em 2010. Em ambos os momentos foi também avaliado o stress psicológico (ansiedade de depressão) dos participantes.
 
Os investigadores apuraram que, de forma geral, os adultos que consumiam três a quatro porções de fruta e legumes por dia apresentavam uma possibilidade 12% menor de experienciarem stress do que os que consumiam entre zero a uma porção diária.
 
O consumo de cinco a sete porções diárias de fruta e legumes foi associado a um risco de stress 14% menor em comparação com o consumo de zero a quatro porções diárias.
 
Ao avaliarem os resultados por sexo, os investigadores aperceberam-se que o impacto do consumo de fruta e legumes no risco de stress era muito maior nas mulheres. Com efeito, as mulheres que consumiam entre cinco e sete porções diárias de fruta e legumes apresentavam um risco 23% menor de sofrerem stress em comparação com as que consumiam zero ou uma porção.
 
Da mesma forma, o consumo de duas porções diárias daqueles alimentos fazia diminuir o risco de stress em 16% nas mulheres, em comparação com as que consumiam zero a uma porção diárias, sendo que o consumo de três a quatro porções correspondia a uma redução de 18% naquele risco.
 
O consumo diário de mais de sete porções de fruta e legumes não foi associado com um risco de stress menor.
 
Segundo os autores, são necessários mais estudos para determinar o impacto do consumo da fruta e legumes no risco de stress: “o consumo de fruta e legumes pode ajudar a reduzir a prevalência do stress psicológico em adultos de meia-idade e mais velhos. No entanto, a associação entre o consumo de fruta e legumes e a incidência do stress psicológico necessita de mais investigação e um período maior de seguimento”, comentaram.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.