Consumo de droga matou 280 pessoa em 2001

Dados revelados no relatório anual do Instituto Português da Droga e da Toxicodependência

13 outubro 2002
  |  Partilhar:

Em 2001 morreram 280 pessoas devido ao em Portugal
 

Dados revelados no relatório anual do Instituto Português da Droga e da Toxicodependência
 

 

Em 2001 morreram em Portugal 280 pessoas devido ao consumo de droga, e pela primeira vez surgiram óbitos relacionados com ecstasy, de acordo com o relatório anual do Instituto Português da Droga e da Toxicodependência.
 

 

O documento, ainda não divulgado, mas hoje avançado pelo Diário de Notícias, adianta que as 280 mortes correspondem a casos que se revelaram positivos nos exames toxicológicos efectuados pelo Instituto Nacional de Medicina Legal em Lisboa, Porto e Coimbra.
 

 

Pela primeira vez, o relatório indica que, "embora com pouca expressão", alguns óbitos estão relacionados com o MDMA, nome científico dado ao ecstasy, todos eles associados ao consumo de álcool.
 

 

O número de casos em que foram encontradas metadona e anfetaminas subiu relativamente ao relatório anterior, assim como a presença de álcool.
 

 

A maioria das mortes, 73 por cento, foi atribuída a situações de overdose, sobretudo em indivíduos com idades entre os 20 e os 39 anos.
 

 

Lisboa foi das três áreas médicas a que registou mais casos de mortes (47%), seguida do Porto (39%) e de Coimbra (14%).
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.