Consumo de carne vermelha danifica ADN

Investigação publicada na revista Cancer Research

23 agosto 2006
  |  Partilhar:

A carne vermelha produz substâncias no intestino que danificam o ADN e que podem levar ao desenvolvimento de cancro, afirma um estudo publicado na revista britânica Cancer Research.Investigadores do Medical Research Council, em Cambridge, Inglaterra, afirmam ter descoberto um mecanismo bioquímico que poderia explicar a relação entre o Cancro do Intestino e o consumo de carne vermelha.Para chegar a esta conclusão, os especialistas analisaram as células do cólon de vários voluntários com dietas diferentes e verificaram se a ingestão de carne vermelha afectava o ADN das células do organismo.Quando compararam as dietas baseadas em carne vermelha com as vegetarianas, os cientistas descobriram que os níveis de ADN danificado eram maiores no primeiro caso.Segundo os investigadores, as responsáveis por estes danos seriam as substâncias, denominadas N-nitrosocompostos, que aparecem no intestino grosso após a ingestão de carne vermelha. Alguns destes compostos, segundo os especialistas, podem combinar-se com o ADN, desestabilizando-o e provocando cancro.Em 2005, a mesma equipa de cientistas descobriu que as pessoas que comem mais de duas porções de carne vermelha por dia têm três vezes mais risco de desenvolver um tumor.MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.