Consumo de cannabis duplica risco de desenvolver cancro no testículo

Estudo publicado na revista “Cancer”

12 fevereiro 2009
  |  Partilhar:

O consumo frequente ou prolongado de cannabis pode duplicar os riscos de desenvolver cancro testicular, refere um estudo do Fred Hutchinson Cancer Research Center, nos EUA, publicado na revista “Cancer”.  

 

Trata-se do primeiro estudo a analisar especificamente a relação entre o consumo de cannabis e o cancro do testículo.  

 

Para o estudo foram entrevistados 369 homens, com idade entre os 18 e os 44 anos, que tinham sido diagnosticados com cancro do testículo. As perguntas incidiram sobre o consumo de cannabis. As mesmas perguntas foram colocadas a grupo de cerca de mil homens saudáveis.  

 

O resultado do estudo indicou que o consumo de cannabis aumentou em 70% o risco de desenvolver a doença. Quando comparados com os participantes que nunca fumaram cannabis, o estudo mostrou também que quem fuma a substância com frequência ou quem fuma desde a adolescência tem 100% mais probabilidades de vir a contrair a doença.  

 

Foi também verificada uma relação entre o uso da droga e o desenvolvimento de cancro não-seminoma, um dos tumores do testículo mais agressivos. Este tipo de tumor foi verificado em 40% dos casos.  

 

Em declarações à BBC, Janet Daling, uma das autoras do estudo, explica que, na puberdade, os homens estariam mais vulneráveis a factores ambientais, tais como a acção de substâncias químicas encontradas na cannabis. "Foi o que concluímos do estudo, que o cancro mais agressivo, do tipo não-seminoma, está particularmente associado ao consumo de cannabis antes dos 18 anos", explicou a investigadora.  

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.