Consumo de ansiolíticos sobe...

...mas com forte quebra do ritmo de crescimento

14 julho 2005
  |  Partilhar:

O consumo total de medicamentos para tratar estados de ansiedade e insónias (benzodiazepinas) aumentou 3,9 por cento entre 2000 e 2004, o que representa, contudo, uma forte quebra do ritmo de crescimento relativamente ao enorme salto que estes medicamentos deram no quinquénio 1995-2001, calculado então em 26,4 por cento. Uma travagem que, segundo o Instituto da Farmácia e do Medicamento (Infarmed), se pode dever tanto à maior percepção dos efeitos nocivos de um consumo descontrolado, como ao desvio da prescrição para fármacos mais recentes com as mesmas indicações, como alguns antidepressivos.
 

 

Os dados constam do estudo «Evolução da utilização de benzodiazepinas em Portugal continental entre 1999-2003», ontem publicado pelo Observatório do Medicamento do Infarmed e segundo o qual a quebra de crescimento se reflectiu mesmo numa diminuição de 1,1 por cento do consumo no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
 

 

Fonte: Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.