Consumo de anfetaminas aumenta no mundo

Relatório Mundial de Drogas 2010

29 junho 2010
  |  Partilhar:

O Relatório Mundial de Drogas 2010, divulgado na semana passada pelas Nações Unidas, alerta para o contínuo aumento do consumo de anfetaminas, estando próximo do consumo global de cocaína e opiáceos.

 

O Relatório Mundial de Drogas 2010 divulgado pelo gabinete das Nações Unidas para a Droga e Criminalidade (UNODC) indica que a canábis ainda é o estupefaciente mais consumido em todo o mundo, mas dá conta de alterações no padrão de consumo, com a afirmação de novas drogas e mercados. A UNODC identifica também um aumento do consumo de estimulantes do género das anfetaminas (ATS), que já envolve entre 30 a 40 milhões de pessoas, e de medicamentos. A manter-se a tendência, haverá em breve mais consumidores de anfetaminas do que de opiáceos e cocaína juntos.

 

Entrevistado pela agência Lusa, o presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), João Goulão, admite que, embora num mundo globalizado estes fenómenos possam alastrar com facilidade, o relatório diz respeito, sobretudo, à realidade de alguns países do leste europeu, como a República Checa.

 

O especialista refere que, por enquanto, em Portugal o impacto do consumo de anfetaminas “não é significativo”, pelo menos na amostra a que o IDT tem um acesso mais fácil: as pessoas que pedem ajuda. “As nossas preocupações continuam ainda a centrar-se na questão da heroína, que, embora esteja estabilizada, motiva a esmagadora maioria dos pedidos de ajuda nas nossas unidades, e na cocaína”, frisou João Goulão.

 

O responsável lembra que a recente “democratização” do consumo de cocaína, que tradicionalmente circulava entre as classes mais favorecidas, está a fazer com que esta substância predomine em ambientes de marginalidade e exclusão.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.