Consumo de alucinogénios aumenta entre jovens

Estudo preliminar do Instituto das Drogas e da Toxicodependência

05 julho 2011
  |  Partilhar:

O consumo de alucinogénios entre os jovens parece estar a aumentar, como também o de heroína (entre 14 e 15 anos), de acordo com os dados preliminares de um estudo sobre uso de drogas, tabaco e álcool. Os dados foram avançados à agência Lusa pelo presidente do IDT, Instituto das Drogas e da Toxicodependência, João Goulão.

 

Ao fazer um balanço dos últimos 10 anos da entrada em vigor da lei que descriminalizou o consumo de drogas em Portugal, João Goulão salientou que houve uma tendência de menos consumo em todas as drogas, mas o responsável mostrou-se, no entanto, preocupado com os dados sobre o consumo de LSD, segundo os dados do inquérito deste ano.

 

O inquérito foi feito junto de 15 mil alunos do ensino público, entre os 13 e os 18 anos, e apenas estão ainda tratados dados sobre 12 mil inquéritos, o que não impede que seja preocupante o aumento do consumo de LSD, uma droga “quase desaparecida”.

 

Os dados indicam uma diminuição do consumo de cannabis junto dos mais jovens (os que disseram que alguma vez experimentaram) e uma maior diminuição de ecstasy, em todas as idades entre os 13 e os 18 anos. Indicam ainda que houve um ligeiro aumento do consumo de anfetaminas e de cocaína entre os 15 e os 16 anos, embora com ligeira descida nos 17 e 18 anos. O consumo de cogumelos mágicos aumentou bastante nos mais jovens mas decresceu a partir dos 17 anos. A droga injectada não tem grande projecção junto dos jovens, mas segundo os dados preliminares subiu nos jovens com 15 anos.

 

“Temos, de facto, uma diminuição de toxicodependentes, isso não tenho dúvidas”, garantiu João Goulão, assinalando que é necessário fazer um inquérito geral para aferir a realidade actual.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.