Consultas de Dermatologia em um mês para casos muito graves

Informação do secretário de Estado da Saúde

30 março 2008
  |  Partilhar:

Os pacientes com casos muito prioritários de problemas de pele não poderão esperar mais de um mês por uma consulta da especialidade, informou na semana passada o secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, em conferência de imprensa realizada em Lisboa
 

 

Os casos prioritários terão de ser atendidos em três meses e os menos graves não poderão esperar mais de seis meses, referiu o responsável.
 

 

Segundo noticiou o jornal “Público”, citando Manuel Pizarro, “a opção do Ministério da Saúde vai passar pela deslocação destes especialistas hospitalares aos centros de saúde para que, ‘numa curta observação’, ajudem o médico de família a decidir sobre os casos que merecem, de facto, seguimento hospitalar”.
 

 

Existe quase meio milhão de pessoas à espera da primeira consulta hospitalar de Dermatologia.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.