Conselho farmacêutico evita ida ao médico

Estudo da Ordem dos Farmacêuticos e do ISCTE

03 junho 2007
  |  Partilhar:

 

Os portugueses dizem-se mais satisfeitos com as farmácias do que com qualquer outro serviço de saúde, segundo dados de um estudo encomendado pela Ordem dos Farmacêuticos ao Instituto Superior das Ciências do Trabalho, sob a temática "Responsabilidade Social no Sector das Farmácias em Portugal".
 

 

Os autores do estudo - que inquiriram 1400 farmacêuticos e 1200 utentes - referem que 80% referiram ter pedido pelo menos uma vez conselho ao farmacêutico nos últimos seis meses e metade destes diz ter evitado uma ida ao médico na sequência desse aconselhamento. Segundo os dados, o nível de satisfação dos cidadãos com as farmácias é de 4,3, numa escala de zero a cinco; segue-se a satisfação com os laboratórios de análises (4,1) e, bem atrás, os hospitais e centros de saúde, com três pontos.
 

 

O facto de a maioria dos utentes inquiridos serem Doentes Crónicos leva a que 45% deles tenham ido à farmácia mais de 11 vezes no último meio ano. E 53% deles pediu conselho ao farmacêutico entre uma e três vezes e 20% entre quatro a seis vezes. Em média, os inquiridos demoram oito minutos até à sua farmácia, que recomendariam a amigos em 90% dos casos.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.