Conjugação de alimentos mostra efeitos anti-inflamatórios

Estudo da Universidade Lund

20 outubro 2010
  |  Partilhar:

Os efeitos anti-inflamatórios da conjugação de vários alimentos, e não apenas de um único, foram pela primeira vez comprovados cientificamente em indivíduos saudáveis, aponta um estudo da Universidade Lund, na Suécia.

 

Em comunicado enviado à imprensa, os cientistas referem que a dieta em estudo (que reuniu vários alimentos) foi capaz de reduzir o colesterol em 33%, lípidos no sangue em 14%, pressão arterial em 8% e risco de formação de coágulos sanguíneos em 26%. Um marcador de inflamação também foi drasticamente reduzido, enquanto a memória e as funções cognitivas foram melhoradas.

 

“Os resultados superaram as nossas expectativas. Gostaria de afirmar que não houve ainda qualquer estudo anterior com efeitos similares analisados em indivíduos saudáveis”, disse Inger Bjorck, membro da equipa de investigadores.

 

Para o estudo foram recrutadas 44 pessoas saudáveis e com excesso de peso entre os 50 e 75 anos de idade. Durante quatro semanas, comeram alimentos que, acredita-se, podem reduzir a inflamação de baixo grau– uma condição que desencadeia a síndrome metabólica e, consequentemente, obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

 

A dieta testada era rica em antioxidantes, alimentos com hidratos de carbono de libertação lenta, ácidos gordos ómega, produtos integrais, probióticos e fibras dietéticas. Entre os alimentos consumidos, estavam os peixes com maior teor de gordura, cevada, proteína de soja, mirtilos, amêndoas, canela, vinagre e um tipo específico de pão integral.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.