Congelar o leite materno diminui as defesas

Procedimento pode colocar em risco a saúde do bebé

25 novembro 2004
  |  Partilhar:

Embora não seja um procedimento muito comum entre as mães, algumas mulheres, devido às exigências do trabalho, congelam o leite materno para que quem toma conta dos bebés lhes possam dar às horas certas.  Mas, segundo um estudo recente, as mães que têm por hábito este procedimento devem ter cuidado. O leite materno congelado por mais de 48 horas pode reduzir substancialmente os componentes imunológicos, chamados antioxidantes, segundo um estudo publicado no jornal especializado britânico Archives of Disease in Childhood. Os antioxidantes protegem o organismo das moléculas nocivas, chamadas radicais livres, que são associadas a danos celulares e envelhecimento. Para chegarem a esta conclusão, os pediatras americanos mediram os níveis de antioxidantes encontrados no leite materno retirado de 16 mães. As amostras foram congeladas de 48 horas a sete dias a uma temperatura de quatro graus Celsius, ou a refrigeradas a -20 graus Celsius no mesmo período. No leite humano que foi congelado por sete dias foram encontrados os menores níveis de antioxidantes e no refrigerado durante sete dias, os níveis de antioxidantes equivalem ao do congelado por 48 horas. O leite fórmula (alimento líquido para bebés à base de leite) foi incluído na experiência. Descobriu-se que este leite tem menores níveis de antioxidante que o leite materno, mas estes não se alteram, mesmo quando congelado ou refrigerado. «Para preservar a propriedade antioxidante do leite humano, o tempo de armazenamento deve ser limitado a 48 horas», concluiu o estudo, acrescentando que «a refrigeração é melhor do que o congelamento ou descongelamento». As descobertas são especialmente importantes no caso dos bebés prematuros, que frequentemente têm a capacidade antioxidante reduzida e níveis altos de radicais livres como resultado de infecções e transfusões sanguíneas. O estudo foi conduzido por uma equipa chefiada por Thomas Hegyi, professor da Escola Médica Robert Wood Johnson, em New Brunswick, Nova Jersey. As mães de recém-nascidos são alertadas para amamentar os seus bebés, dado que o leite materno é rico em nutrientes complexos que não são encontrados no leite fórmula.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.