Comunidades terapêuticas: cerca de 40% concluem tratamento

Um ano depois 80% ainda continua sem consumir

13 setembro 2016
  |  Partilhar:

Cerca de 36 a 40% dos utentes de comunidades terapêuticas conseguem terminar o tratamento e ter alta clínica, de acordo com o subdiretor geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), considerando que são dados positivos.
 

Manuel Cardoso referiu à agência Lusa que, dos utentes que aguentam todo o tempo de tratamento, “75% a 80%, um ano depois, ainda continuam sem consumir”. Estes “são resultados muito bons comparados com o que acontece nas outras comunidades em termos mundiais”.
 

“Estes doentes têm muita dificuldade em cumprir um ano de tratamento”, afirmou Manuel Cardoso, argumentando que estão em causa patologias crónicas com características reincidentes e o que se pretende é que “o doente tenha momentos de paragem tão longos quanto possível”.
 

Os internamentos em comunidades terapêuticas podem ser comparticipados pelo Estado, através das Administrações Regionais de Saúde (ARS), em 80% do valor do tratamento, que varia de 800 a 1.000 euros mensais.
 

A comparticipação é de “acesso automático, não tem nada a ver com o recurso das famílias”, explicou o responsável do SICAD, declarando que as ARS investem cerca de 10 milhões de euros por ano, valor que se tem mantido estável nos últimos cinco anos.
 

Em Portugal existem, atualmente, mais de 60 comunidades terapêuticas, espalhadas um pouco por todo o território continental, disponibilizando mais de 2.000 camas. Destas, cerca de 1.500 estão convencionadas, pelo que “conseguem responder absolutamente à atual procura”.
 

De acordo com o responsável do SICAD, “a taxa de ocupação tem vindo a baixar”, devido à redução do número de toxicodependentes.
 

Para além do tratamento de drogas, as comunidades terapêuticas tratam também dependências de álcool, jogo, sexo e perturbações do comportamento alimentar, assistindo-se a “um aumento do número de doentes alcoólicos em tratamento”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.