Comunicação médico-paciente em debate

Colóquio Internacional decorre na Universidade de Lisboa

13 setembro 2010
  |  Partilhar:

A comunicação entre médicos e pacientes é um dos temas principais do Colóquio Internacional “Narrativa e Medicina: Doença e Diálogo”, que decorre na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

 

Aprender os modos de contar e adequar histórias é uma aprendizagem crucial para médicos e profissionais de saúde, especificamente no campo da Oncologia, onde o diálogo e o sofrimento estão directamente relacionados e contribuem para a melhoria da relação terapêutica e o alívio do sofrimento.

 

Em comunicado de imprensa, a especialista em narratologia, Isabel Fernandes, da Comissão Científica do Colóquio Internacional Narrativa e Medicina: Doença e Diálogo, explica que “o nosso Sistema Nacional de Saúde oferece hospitais, mas nem sempre hospitalidade”, o que justifica a necessidade de uma abordagem multidisciplinar para o desenvolvimento da Medicina em Portugal. Acrescenta ainda que “os estudos literários em conjunto com a filosofia, a hermenêutica e a ética são determinantes para as práticas clínicas de diagnóstico e prescrição de terapias”.

 

O programa conta com a presença de especialistas nacionais e internacionais de renome como João Lobo Antunes, neurologista português e professor catedrático de Neurocirurgia, Richard Zaner e Rita Charon, responsáveis de estudos inovadores nesta área nas Universidades de Columbia e de Vanderbilt, bem como de uma prestigiante Comissão Científica onde constarão nomes como Manuel Silvério Marques, Adelino Cardoso e Isabel Fernandes.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.