Como uma bactéria comum pode provocar cancro do cólon

Estudo publicado na “Nature”

27 agosto 2009
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos desvendaram o mecanismo pelo qual um tipo de bactéria comum na flora intestinal provoca inflamação e pode conduzir ao desenvolvimento de tumores. O estudo foi publicado na revista “Nature”.

 

A equipa, liderada por Cynthia Sears, da Johns Hopkins University de Baltimore, EUA, constatou, em estudos laboratoriais realizados com ratos, que as Enterotoxigénicas Bacteroides fragilis (ETBF) provocam inflamação no intestino e podem conduzir ao cancro, num processo semelhante ao que acontece no estômago por acção da H. pylori.

 

As ETBF são amplamente conhecidas por causarem diarreia em crianças e adultos, contudo, um trabalho anterior realizado na Turquia já as tinha relacionado com o aparecimento de tumores no intestino.

 

Neste estudo recente, os ratos usados foram manipulados geneticamente de forma a apresentarem mutações no gene APC, o que os predispunha ao cancro do cólon. Os cientistas observaram que os animais contaminados pelas ETBF desenvolveram diarreia, que foi resolvida rapidamente, mas, passada uma semana, a inflamação tinha provocado pequenos tumores no cólon.

 

O estudo verificou ainda que os ratos contaminados pelas bactérias apresentavam altos níveis de uma proteína, denominada pStart3, a qual ajuda a desencadear a inflamação através da activação da célula T helper-17 (Th17).

 

Os cientistas asseguram que, desvendada esta associação, bastará bloqueá-la para evitar a formação de tumores, o que irá abrir caminho para o desenvolvimento de novos fármacos para combater a doença.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.