Comissão Europeia aprova fármaco eficaz no combate à mucosite

Amenizados efeitos secundários da quimioterapia e radioterapia

29 novembro 2005
  |  Partilhar:

Um produto com base em Palefermin (proteína recombinada) foi aprovado pela Comissão Europeia. O fármaco, que em breve será introduzido no mercado europeu, é especialmente dirigido a doentes em regimes de quimioterapia e radioterapia que desenvolvam mucosite oral. A mucosite oral tem vindo a ser identificada como o mais debilitante dos efeitos secundários da terapia contra o cancro. Actividades diárias como comer, beber, engolir e falar podem ser difíceis ou impossíveis para os pacientes com mucosite oral aguda. Manifesta-se através de eritrema e úlceras dolorosas no interior da boca e língua.O grau de prejuízo do tecido da mucosa está directamente relacionado com o tipo, dose, ou intensidade de dose de quimioterapia e radioterapia aplicados.MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar