Comer peixe relacionado com QI mais alto em jovens

Estudo do Hospital Universitário Sahlgrenska de Gotemburgo

12 março 2009
  |  Partilhar:

Um estudo do Hospital Universitário Sahlgrenska de Gotemburgo, Suécia, identificou uma relação entre o consumo de peixe e níveis mais elevados do quociente de inteligência (QI) em adolescentes.

 

"Descobrimos uma relação clara entre o comer peixe com frequência e resultados de QI elevados em adolescentes", disse Kjell Torén, líder da investigação, em comunicado enviado à imprensa.

 

O estudo comportou duas fases. No ano de 2000, 3 972 suecos com 15 anos de idades foram seleccionados, tendo sido analisados os seus valores do QI e as capacidades de expressão e de orientação espacial. Passados três anos, durante a inspecção para o serviço militar, os mesmos indivíduos foram novamente submetidos a estudo.

 

Os resultados mostraram que os rapazes que aos 15 anos comiam peixe pelo menos uma vez por semana apresentavam, três anos mais tarde, um QI 7% mais elevado do que a média. Por outro lado, os que aos 15 anos comiam peixe mais de uma vez por semana apresentaram, aos 18 anos, resultados 12% mais elevados do que a média.

 

De acordo com os resultados do estudo, existe uma clara correlação entre o consumo regular de peixe aos 15 anos e melhores capacidades intelectuais aos 18.

 

De acordo com Maria Aaberg, co-autora do estudo, “já se sabia que o peixe (rico em ómega-3) tinha um efeito (positivo) nos cérebros de recém-nascidos e de pessoas idosas, mas constatamos agora que também tem um efeito sobre os cérebros sãos das crianças".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.