Comer para evitar o declínio cognitivo

Investigação publicada no “Alzheimer’s & Dementia”

18 agosto 2015
  |  Partilhar:
Adotar uma dieta composta por um grupo específico de alimentos (conhecida como dieta MIND) poderá desacelerar o declínio cognitivo em idosos, mesmo se a pessoa não se encontrar em risco de desenvolver Alzheimer, revelam os cientistas do Centro Médico da Universidade de Rush, nos EUA.
 
“Toda a gente experiencia um declínio com o envelhecimento”, explica, em comunicado, Martha Clare Morris, epidemiologista nutricional, que acrescenta que “a doença de Alzheimer é agora a sexta causa principal de morte nos EUA e é responsável por 60 a 80% dos casos de demência”. “Como tal, a prevenção do declínio cognitivo, a característica que define a demência, é agora mais importante do que nunca”, adverte.
 
Nesse âmbito, o Instituto Nacional do Envelhecimento financiou um estudo para avaliar as alterações cognitivas detetadas ao longo de um período de 4,7 anos em 960 participantes no “Projeto Memória e Envelhecimento de Rush”. Os indivíduos participantes tinham uma média de 81,4 anos e não apresentavam demência quando se inscreveram.
 
Os participantes deste grupo de estudo foram ainda submetidos a um regime alimentar denominado MIND (Mediterranean-DASH Diet Intervention for Neurodegenerative Delay ou Intervenção para o Atraso Neurodegenerativo através das Dietas Mediterrânica e DASH) que resulta do aproveitamento das virtudes tanto da dieta mediterrânica como da dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension ou Abordagens Alimentares para Parar a Hipertensão). Ambas as dietas que compõem a dieta MIND foram já alvos de estudos que demonstraram a capacidade de estas reduzirem os riscos associados a doenças cardiovasculares, como a hipertensão, enfarte agudo do miocárdio ou AVC.
 
A dieta MIND é composta por 15 componentes alimentares: dez grupos que contribuem para a saúde do cérebro e cinco considerados pouco saudáveis (onde se incluem alimentos como carnes vermelhas, manteiga ou margarina, queijo, doces, fritos e fast food).
 
“A dieta MIND modifica a dieta mediterrânica e a dieta DASH, dando maior relevância a alimentos e nutrientes que a literatura científica já demonstrou estarem associados à prevenção da demência”, explica a especialista. 
 
Durante o período abrangido pelo estudo, os participantes realizaram anualmente testes para avaliar as suas capacidades cognitivas em cinco áreas: memória episódica, memória de curto prazo, memória semântica, capacidades visuoespaciais e velocidade de perceção. Além disso, o grupo de estudo respondeu anualmente a um questionário sobre frequência alimentar, o que permitiu aos cientistas comparar a adesão à dieta MIND reportada pelos participantes com as alterações cognitivas detetadas através dos testes.
 
Os resultados do estudo revelaram que os participantes que seguiram a dieta MIND de forma mais rigorosa apresentaram níveis cognitivos correspondentes a uma pessoa 7,5 anos mais nova do que aqueles que seguiram a dieta com menos rigor.
 
Os cientistas descobriram que para uma pessoa poder retirar benefícios da dieta MIND terá de consumir pelo menos três porções de cereais integrais, um vegetal de folhas verdes e outro tipo de vegetal por dia – juntamente com um copo de vinho –, comer frutos secos entre refeições na maior parte dos dias, comer carne de aves e bagas pelo menos duas vezes por semana e peixe pelo menos uma vez por semana. 
 
Além disso, o estudo descobriu que para que os participantes pudessem efetivamente evitar os efeitos do declínio cognitivo teriam de limitar o consumo dos alimentos considerados não saudáveis, especialmente a manteiga (menos de uma colher de sopa por dia), doces, queijo gordo, fritos e fast food (menos de uma porção por semana).
 
As bagas são o único fruto a ser especificamente incluído na dieta MIND. “Os mirtilos são um dos alimentos mais potentes em termos de proteção do cérebro”, revela Morris, salientando que os morangos também apresentaram benefícios na função cerebral em estudos anteriores.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.