Combinação de antibióticos e anti-hipertensivos pode causar hipotensão

Estudo alerta para a administração nos idosos

20 janeiro 2011
  |  Partilhar:

Uma combinação de antibiótico e anti-hipertensivo aumenta o risco de hospitalização nos idosos por poder potenciar acidentes decorrentes da hipotensão, segundo um estudo publicado na revista “Canadian Medical Association Journal”.

 

Cientistas do Sunnybrook Research Institute e do Institute for Clinical Evaluative Sciences, Canadá, descobriram que administrar em conjunto os antibióticos amplamente utilizados com fármacos para a pressão arterial podem causar hipotensão, uma queda anormal da pressão arterial, e provocar acidentes nos idosos.

 

Segundo explicou o autor do estudo, David Juurlink, em comunicado, "os antibióticos da família dos macrolídeos (eritromicina, claritromicina e azitromicina) são alguns dos fármacos mais prescritos. Os medicamentos são geralmente bem tolerados, mas podem causar interacções medicamentosas graves."

 

O estudo foi conduzido entre pessoas com mais de 66 anos, residentes em Ontário, que foram tratadas com um bloqueador dos canais de cálcio, fármacos geralmente prescritos para tratar a hipertensão, entre 1994 e 2009. Os investigadores identificaram aqueles que foram hospitalizados devido a pressão arterial baixa e, nesse grupo, se estavam a tomar algum antibiótico macrolídeo.

 

Os investigadores identificaram 7.100 pacientes hospitalizados por pressão arterial baixa ou choque ao tomarem um bloqueador dos canais de cálcio. O tratamento com eritromicina aumentou o risco de pressão arterial baixa em seis vezes, enquanto a claritromicina aumentou o risco quase quatro vezes. Em contraste, a azitromicina não aumentou o risco de hipotensão.

 

"Em pacientes idosos que receberam bloqueadores dos canais de cálcio, os dois antibióticos macrolídeos, eritromicina e claritromicina, foram associados com um aumento significativo do risco de hospitalização por hipotensão. No entanto, a azitromicina parece segura. Quando apropriado, este fármaco deve ser utilizado em doentes que receberam um bloqueador dos canais de cálcio ", concluem os autores.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.