Combate à tuberculose: novas diretrizes foram criadas

Doença continua a representar um risco para a saúde pública

04 abril 2012
  |  Partilhar:

O European Respiratory Society (ERS) e o European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC) publicaram, em conjunto, 21 normas para auxiliar os médicos e o profissionais de saúde pública a garantir o diagnóstico, tratamento e prevenção da tuberculose na Europa.

 

Em 2010, foram reportados cerca de 74.000 casos de tuberculose na Europa, o que mostra claramente que esta doença continuar a representar um risco para a saúde pública em toda a Europa.

 

As novas diretrizes foram desenvolvidas por um conjunto de 30 especialistas e têm por objetivo preencher as atuais lacunas que existem na gestão de casos da tuberculose que foram identificados em investigações recente. Assim, o ERS assumiu a liderança do desenvolvimento de normas clínicas e a ECDC criou nomas relacionadas com a saúde pública.

 

Estas novas recomendações incluem: todos os indivíduos com sinais, sintomas, antecedentes ou fatores de risco associados à tuberculose devem ser submetidos a um exame; as pessoas diagnosticadas com esta doença devem ser submetidas a teste de sensibilidade a fármacos, para identificar possíveis casos de resistência àqueles e ajudar a combater o número crescente de casos de multirresistência; os indivíduos com tuberculose causada por microrganismos resistentes a fármacos devem ser tratados pelo menos durante 20 meses; os profissionais de saúde devem assegurar que os pacientes que apresentem suspeita de tuberculose devem ser sujeitos ao isolamento, até que o seu diagnóstico seja confirmado ou excluído.

 

“A tuberculose multirresistente e a extremamente resistente têm proliferado na Europa: 4,6% dos pacientes com tuberculose foram diagnosticados com tuberculose multirresistente em 2010 e apenas 30% dos casos reportados em 2008 foram tratados com sucesso, enquanto que a proporção de pacientes com tuberculose extremamente resistente aumentou de 8,2 para 13,2%, entre 2009 e 2010”, revelou, em comunicado de imprensa, o diretor da ECDC, Marc Sprenger.

 

“A tuberculose representa uma série ameaça para a saúde pública, em toda a Europa, mas com uma prevenção, diagnóstico e tratamento mais eficazes podemos diminuir esta ameaça. As normas para o tratamento da tuberculose na Europa estão abaixo do nível aceitável e os estudos recentes têm apontado lacunas grandes na gestão da tuberculose. Agora, as novas recomendações podem ajudar a reduzir a sua disseminação e melhorar o tratamento”, afirmou o presidente da ERS, Francesco Blasi.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.