Cocktail de cocaína e heroína mata mais células cerebrais do que drogas separadas

Estudo liderado pela Universidade de Coimbra

26 abril 2009
  |  Partilhar:

O consumo combinado de cocaína e heroína tem um efeito mais mortífero nas células cerebrais do que o consumo das duas drogas separadamente, revela um estudo levado a cabo por uma equipa de investigadores portugueses.

 

O estudo, liderado pelo Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra, foi iniciado há três anos e envolve uma dezena de investigadores que se propuseram a descobrir a forma de actuação ao nível do cérebro dos opiáceos, como a heroína e a cocaína, e também a sua toxicidade para os neurónios.

 

Após terem efectuado experiências em ratos, os cientistas descobriram que a morte celular induzida pela presença da cocaína não era muito significativa e que a heroína conduzia à morte de cerca de 10% das células. No entanto, a combinação das duas drogas provocava a morte de cerca de 20% das células.

 

Em declarações à agência Lusa, Catarina Resende de Oliveira, docente catedrática da Faculdade de Medicina de Coimbra, envolvida na investigação, revelou que a combinação da cocaína com a heroína resulta na formação de compostos químicos, os aductos, que provocam “alterações graves e lesivas do sistema neuronal, levando à morte das células por necrose.”

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.