Cocaína «corta» o prazer

Droga danifica circuitos cerebrais

03 janeiro 2003
  |  Partilhar:

O uso repetido de cocaína pode danificar, e até matar, as células do cérebro que ajudam a produzir o sentido do prazer, o que poderá explicar as altas taxas de depressão dos viciados nesta droga.
 

 

Segundo um estudo norte-americano, não é evidente se a cocaína mata as células cerebrais ou se apenas se limita a enfraquecê-las, ou até se o efeito é reversível, explicou o autor Karley Little, acrescentando que os resultados do trabalho são mesmo assim preocupantes para os viciados em cocaína.
 

 

O cientista estudou amostras de cérebro recolhidas durante autópsias realizadas a utilizadores regulares de cocaína. Os resultados do seu trabalho são publicados na edição de Janeiro do American Journal of Psychiatry.
 

 

Little disse que a investigação não revelou se os danos a nível cerebral resultam de muitos anos de utilização ou se são consequência de um uso recente antes da morte.
 

Stephen Kish, director do laboratório para o estudo do cérebro humano do Centro para Dependência e Saúde Mental de Toronto, disse que investigadores «sempre consideraram a cocaína como uma droga perigosa» devido ao seu potencial para criar dependência e pelos danos causados a nível cardíaco.
 

 

A investigação fornece uma «peça do puzzle» na explicação da razão porque os utilizadores da cocaína têm maior risco de sofrer de depressão, disse Deborah Mash, neurocirurgiã da Faculdade de Medicina da Universidade de Miami.
 

 

Continua, no entanto, por explicar se a cocaína causa depressão ou se as pessoas recorrem à droga porque estão deprimidas. Em ambos os casos, disse Mash, o estudo sugere que as alterações cerebrais poderão «acender o rastilho» para a depressão num utilizador de cocaína que tenha predisposição para que tal aconteça.
 

 

O estudo sugere ainda que as alterações ao nível do cérebro poderão causar a depressão vulgarmente registada na ausência de cocaína, disse Mash.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.