Co-fundador da Microsoft cria centro de investigação

Primeiro projecto é realizar um «Atlas do cérebro»

18 setembro 2003
  |  Partilhar:

O multimilionário norte-americano Paul Allen, co-fundador da Microsoft, principal companhia mundial de informática, anunciou esta semana a doação de 100 milhões de dólares para fundar um centro de investigação sobre o cérebro.
 

 

O primeiro projecto do novo centro - denominado Paul Allen Institute for Brain Science e a instalar em Seattle, na costa oeste dos Estados Unidos - será a realização de um «Atlas do Cérebro» que estudará o papel dos genes no desenvolvimento do cérebro.
 

 

O projecto permitirá obter «novas informações sobre o funcionamento do cérebro e indícios fundamentais sobre o desenvolvimento e o tratamento das perturbações do cérebro», segundo um comunicado divulgado por Paul Allen.
 

 

O estudo deverá definir a estrutura molecular das células cerebrais responsáveis pela aprendizagem, a memória, as emoções e o conhecimento A realização deste projecto, dirigido por Mark Boguski, investigador em bio-informática e genómica, deverá prolongar-se por cinco anos, devendo os primeiros resultados ser publicados no primeiro trimestre de 2004. As eventuais descobertas contribuirão para as investigações no domínio do tratamento de doenças como a de Alzheimer, a esquizofrenia ou o autismo.
 

 

A companhia holding de Allen, a Vulcan Inc., controla interesses em mais de 50 empresas de tecnologia, media e outros ramos. Paul Allen, cujo património ascende a 20 mil milhões de dólares, é presidente da Charter Comuuunications e dono de duas equipas desportivas, os Seattle Seahawks (futebol norte-americano) e os Portland Trail Blazers (basquetebol).
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.