Clínicas dentárias avaliadas: mais de metade com classificação máxima

788 estabelecimentos cumprem critérios de qualidade

02 setembro 2013
  |  Partilhar:

Mais de metade dos 788 estabelecimentos que prestam cuidados de saúde oral, avaliados pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS), cumprem os critérios de qualidade, segundo uma avaliação do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS) divulgada recentemente.

 

Segundo a agência Lusa, esta foi a primeira avaliação no âmbito do SINAS para a saúde oral, tendo a ERS destacado a “significativa adesão ao sistema de avaliação” por parte dos prestadores, e “a constatação de elevados níveis de qualidade entre os participantes”.

 

Os 788 prestadores que voluntariamente se submeteram à avaliação correspondem a 19,3% do universo de prestadores de cuidados de saúde oral registados e licenciados em Portugal, e incluem clínicas e consultórios, com medicina dentária, estomatologia ou odontologia. É de referir que atualmente encontram-se registados 5506 estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde oral na ERS, estando a maioria licenciados.

 

Os resultados divulgados mostram que 477 (60,5%) dos estabelecimentos avaliados demonstraram cumprir os critérios de qualidade exigidos pela ERS, tendo alcançado a Estrela do primeiro nível de avaliação.

 

Neste primeiro nível de avaliação, são avaliadas três dimensões: organização e procedimentos, segurança do doente e adequação e conforto das instalações. Os prestadores que cumprem todos estes requisitos com qualidade e, assim, obtêm uma estrela, acedem ao segundo nível de avaliação, em que é calculada uma classificação individual de qualidade.

 

No âmbito desta avaliação, 192 estabelecimentos (cerca de 40% do total com estrela) obtiveram nível de qualidade III em todas as dimensões. O nível de qualidade III corresponde a uma avaliação superior, o nível de qualidade II é intermédio e o nível I corresponde a uma qualidade base.

 

Numa nota menos positiva, é de destacar que quase um terço das 788 clínicas e consultórios de medicina dentária, estomatologia e odontologia que se submeteram à avaliação pela ERS não cumprem os requisitos que permitem garantir um “elevado grau de segurança” aos doentes, não tendo assim obtido a Estrela necessária para transitarem para o segundo nível de avaliação de qualidade.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar