Clínicas de aborto espanholas em greve

Protesto organizado pela Associação de Planificação Familiar da Catalunha e Baleares

10 janeiro 2008
  |  Partilhar:

 

Associações espanholas de clínicas de IG (Interrupção da Gravidez) anunciaram esta semana uma greve de seis dias em protesto contra o que consideram ser a falta de protecção legal e institucional em que se encontram os centros.
 

 

A greve está a ser promovida pela Associação de Planificação Familiar da Catalunha e Baleares (ACAI) e surge semanas depois de terem sido efectuadas rusgas a clínicas em Barcelona e Madrid que levaram a várias detenções por alegadas violações da lei do aborto em Espanha.
 

 

As rusgas do final do ano passado reacenderam a polémica em torno da lei do aborto com os socialistas, no governo, e outras forças de esquerda a defenderem uma revisão da legislação em vigor, que consideram "poder ser melhorada".
 

 

Actualmente o Código Penal vigente admite o aborto em três casos se houver risco para a saúde da mulher, se houver uma presunção de malformações físicas do feto ou se a gravidez for consequência de uma violação. Fora destes casos, prevê penas de prisão aos médicos que pratiquem abortos e às mulheres que se submetam a este tipo de intervenções.
 

 

Fontes: Lusa e El Pais
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.