Clima é tão perigoso como as armas químicas

Aquecimento global é uma arma de destruição maciça, diz cientista

28 julho 2003
  |  Partilhar:

O antigo presidente do Instituto Britânico de Meteorologia John Houghton, hoje citado pelo jornal The Guardian, defende que o aquecimento do planeta é uma arma de destruição maciça, «pelo menos tão perigosa como as armas químicas, nucleares ou biológicas».
 

 

«Só em Maio, 562 tornados atingiram os Estados Unidos, matando 41 pessoas», refere John Houghton, também ex-vice presidente do grupo de trabalho nomeado pela ONU para reflectir sobre os efeitos das mudanças climáticas.
 

 

«Mas são os países em desenvolvimento» os mais atingidos, diz Sir Houghton, indicando que as temperaturas na Índia antes da época das monções foram muito superiores ao normal este ano.
 

 

«Quando esta vaga de calor assassino começou a baixar já tinha morto 1.500 pessoas, ou seja, metade das vítimas dos ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001 em Nova Iorque, assinala o cientista no seu artigo no jornal londrino.
 

 

Tal como o terrorismo, o aquecimento climático induzido pelo homem «não conhece fronteiras» - afirma.
 

«Pode atacar em qualquer lado, de qualquer forma - uma vaga de calor num local, uma seca, uma cheia ou uma tempestade noutro", acrescenta.
 

 

O cientista diz ainda que nem sequer se trata de um problema para o futuro. «A década de 90 foi provavelmente a mais quente dos últimos mil anos e 1998 foi o ano mais quente. O aquecimento global já está entre nós» - escreve.
 

 

O cientista acusa os Estados Unidos de não encararem seriamente o problema, o que na sua perspectiva traduz «uma abdicação de liderança de proporções épicas», e considera vital que a Rússia ratifique o Protocolo de Quioto sobre controlo de emissões de gases com efeito de estufa para que este pelo menos possa entrar em vigor.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.