Cirurgião Gentil Martins distinguido pela Ordem dos Médicos

Prémio Miller Guerra

21 maio 2015
  |  Partilhar:
O cirurgião Gentil Martins foi anunciado como o vencedor da segunda edição do prémio Miller Guerra de Carreira Médica, instituído pela Ordem dos Médicos (OM).
 
Na escolha do médico para este prémio pesou a “carreira exemplar dedicada ao serviço dos doentes e ao progresso da assistência médica em Portugal, não só na sua vertente tecnológica mas também, e sobretudo, pela prática humanista no exercício da medicina, como era apanágio de Miller Guerra”, de acordo com uma nota da Ordem reproduzida pela agência Lusa.
 
Gentil Martins, 84 anos, especialista em cirurgia pediátrica e cirurgia plástica, ex-professor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Lisboa e antigo bastonário da OM, é o autor de várias técnicas cirúrgicas inovadoras.
 
Na segunda edição deste prémio, a primeira dedicada à carreira hospitalar, das 18 candidaturas apresentadas, a de Gentil Martins foi a que o júri considerou adequar-se melhor ao espírito do prémio.
 
Instituído pela Fundação Merck Sharp Dohme e pela OM, esta é a segunda edição do prémio, no valor de 50 mil euros. A primeira foi dedicada à medicina familiar e distinguiu o clínico geral de Setúbal, Mário Moura.
 
O júri foi composto pelo bastonário da Ordem, José Manuel Silva, pelo presidente da Fundação Merck Sharp Dohme, Toscano Rico, pelos presidentes das secções regionais do Norte, Centro e Sul da Ordem e por um outro membro da direção da Fundação Merck Sharp Dohme. O antigo ministro da Saúde António Correia de Campos foi o membro escolhido pela Fundação para representar a sociedade civil. 
 
O júri contou também com um membro médico da comunidade académica indicado pelo Conselho de Reitores e com os presidentes da Associação dos Médicos de Medicina Geral e Familiar e da Associação dos Médicos de Carreira Hospitalar.
 
O prémio será entregue na sede nacional da OM, em Lisboa, em sessão solene a realizar no dia 26 de maio, a qual será presidida pelo ministro da Saúde, Paulo Macedo.
 
Este galardão deve o seu nome ao médico Miller Guerra, neurologista e discípulo de Egas Moniz, que sempre se distinguiu pela inteligência e vasta cultura geral, pela curiosidade científica e pela disponibilidade permanente para os outros. É essa dimensão humanista, tal como o exemplo de uma carreira exemplar ao serviço dos doentes e do progresso da assistência médica em Portugal, que o prémio com o seu nome pretende homenagear.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.