Cirurgia inovadora substitui articulação do maxilar

Intervenção feita pelo Hospital de São José

18 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Uma equipa do Serviço de Cirurgia Maxilofacial (CMF) do Hospital de São José, em Lisboa, realizou ontem, terça-feira, uma intervenção inovadora em Portugal que trará esperança a doentes impossibilitados de movimentar a mandíbula.
 

 

A intervenção consistiu na colocação de "um implante de reconstrução da articulação temporomaxilar" numa doente que sofre de anquilose há uma década e não consegue por isso abrir a boca mais do que 0,5 centímetros, explicou o director do Serviço de CMF, Eduardo Carreiro da Costa.
 

 

A intervenção da equipa cirúrgica, liderada por José Manuel Esteves, deverá permitir à doente readquirir a funcionalidade normal da mandíbula. Produzida em plástico de alta densidade (a parte superior) e titânio (a inferior), este novo tipo de prótese é fabricado nos EUA há oito anos e a sua implantação só agora é realizada autonomamente por cirurgiões portugueses.
 

 

Esta técnica cirúrgica começou a ser preparada há um ano com a colaboração de médicos italianos que vieram a Lisboa prestar formação aos especialistas do Serviço de Cirurgia Maxilofacial do Hospital de São José, um centro de referência nesta especialidade relativamente recente em Portugal.
 

 

Quanto às perspectivas de êxito da intervenção, que terá de ser complementada com fisioterapia, o responsável pelo serviço desta unidade do Centro Hospitalar de Lisboa-Zona Central manifestou-se optimista, tendo em conta os bons resultados de cirurgias idênticas feitas no estrangeiro.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.