Circuitos do cérebro controlam movimentos contrários do corpo

Estudo publicado na revista “Nature Communications”

09 julho 2014
  |  Partilhar:

Investigadores do Programa Neurociências da Fundação Champalimaud descobriram que dois circuitos neuronais de cada um dos lados do cérebro controlam os movimentos contrários do corpo, ajudando a explicar o que sucede em doenças como a doença de Parkinson.
 

"Pensava-se que o circuito direto do hemisfério direito [do cérebro] promovia movimentos do outro lado e o circuito indireto inibia esses movimentos. O que descobrimos é que ambos os circuitos de um lado do cérebro controlam o movimento do outro lado", referiu à agência Lusa o neurocientista e coordenador do estudo, Rui Costa.

 

"Uma pessoa que teve um acidente vascular cerebral no hemisfério direito [do cérebro] não consegue mexer o braço esquerdo e vice-versa", explicou o investigador.

 

De acordo com Rui Costa, existem "estruturas no cérebro que, danificadas, fazem com que as pessoas percam a capacidade de fazer movimentos".

 

As estruturas em causa são conhecidas por gânglios da base, os quais estão localizados por baixo do córtex do cérebro. São os gânglios da base que "ajudam a coordenar normalmente os movimentos". Havendo uma lesão, "o movimento não existe", explicou.

 

Rui Costa adiantou que, se for inibida a atividade de ambos os circuitos neurais dos gânglios da base - circuito direto e circuito indireto - de um dos lados do cérebro, o movimento "deixa de acontecer" numa parte do corpo contrária, ao passo que se for estimulada essa atividade o movimento ocorre.

 

O próximo passo da investigação será perceber que partes específicas do cérebro controlam, por exemplo, os movimentos da boca.
De acordo com Rui Costa, um dos desafios para os neurocientistas, consistirá, no futuro, em gravar a atividade dos gânglios da base de doentes de Parkinson com estimulação cerebral profunda - com elétrodos que foram colocados no cérebro numa cirurgia.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.