Cinto de segurança mais eficaz que «airbag»
13 maio 2002
  |  Partilhar:

Os cintos de segurança podem salvar muitas vidas. Embora a ideia não seja nova, dois novos estudos publicados no último número do British Medical Journal permitiram constatar que também são vitais para proteger as crianças em acidentes de tráfego (algo que se questionava) e que são muito mais eficazes que os «airbags». Estes últimos quase não reduzem a mortalidade, refere o estudo.
 

 

Investigadores norte-americanos chegaram a estas conclusões após avaliar os dados de mais de 51 mil acidentes de viação entre 1990 e 2000, dos quais resultaram a morte do condutor, passageiros, ou de ambos.
 

 

Deste modo, constatou-se que entre os condutores que levavam o cinto de segurança posto o índice de mortalidade era 65 por cento menor do que entre os que não estavam protegidos com este sistema. Ficou, contudo, demonstrado, que o cinto de segurança aliado ao «airbag» diminui o risco de morte em 69 por cento.
 

 

Todavia, este último dispositivo de segurança apenas reduz o risco de morte em 8%, independentemente de o automobilista levar ou não o cinto colocado.
 

 

Após avaliar os dados de 470 crianças entre os 4 e os 14 anos e mais de 1.300 adultos (envolvidos em cerca de 8.000 colisões registadas no Canadá entre 1984 e 1992), os autores observaram que as crianças que levavam posto o cinto de segurança corriam menor risco de sofrer de lesões do que os que não estavam protegidos por nenhum tipo de dispositivo.
 

 

Veja mais no: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.