Cinquenta novos casos de cancro da pele foram detectados no Norte

Resultados apresentados pela Liga Portuguesa Contra o Cancro

22 julho 2009
  |  Partilhar:

Em mil pessoas rastreadas foram detectados, ao longo de cerca de um ano, 50 novos casos de cancro da pele, revelou o Núcleo Regional do Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC-N) à agência Lusa.

 

Durante o primeiro ano de actividade do serviço permanente de diagnóstico precoce do cancro da pele, a LPCC-N detectou, em mil pessoas rastreadas, que 5% dos indivíduos tinha cancros cutâneos, 22% apresentavam sinais atípicos, com tendência para degenerar, e 12% apresentavam lesões pré-cancerosas.

 

"Apesar de se tratar de uma amostra orientada para uma população de risco, estes números reflectem um aumento da incidência de cancros de pele e a preocupação da LPCC-N em alertar cada vez mais para os riscos da exposição excessiva ao sol", revela um comunicado emitido pela LPCC-N.

 

Esta instituição dá consultas, às segundas-feiras, para diagnóstico do cancro da pele, após pré-inscrição através dos telefones 225 420 682 ou 225 420 686.

 

Este é um serviço gratuito, criado especialmente para as pessoas de risco, com pele clara, cabelos ruivos ou louros e olhos claros, muitos sinais ou sardas, com historial de queimaduras solares na infância e com casos de melanomas na família.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.