Cigarro queima 7 minutos de vida

Em Portugal morrem 24 pessoas por dia

05 novembro 2002
  |  Partilhar:

Os cálculos são esmagadores: cada cigarro tira sete minutos de vida ao fumador e, só em Portugal, morrem diariamente 24 pessoas vítimas de doenças associadas ao consumo de tabaco.
 

Portugal ocupa, à semelhança de outros países europeus, uma posição intermédia com percentagens de fumadores que variam, para os homens, entre os 30 e os 39 por cento, e menos de 10 por cento das mulheres.
 

 

Ainda de acordo com os dados da OMS, o consumo nacional situa-se entre os 1500 e os 2500 cigarros ano/por pessoa.
 

 

Uma consulta aos dados nacionais disponíveis permite concluir, por outro lado, que o consumo de tabaco tem vindo a aumentar entre as mulheres e a diminuir nos homens.
 

 

Com efeito, o Inquérito Nacional de Saúde, realizado em 1995 mas que comparava com dados de 1987, constatava isso mesmo, tendência confirmada ontem ao Correio da Manhã por Manuel Carrageta, presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia.
 

 

Segundo os dados recolhidos, verifica-se que cerca de 18 por cento da população inquirida, com mais de quinze anos, é fumadora, cerca de 11 por cento é ex-fumadora e 71por cento nunca fumou.
 

 

Comparando com dados obtidos em 1987, verifica-se que, da população inquirida com mais de quinze anos, cerca de 18 por cento era fumadora, 10 por cento era ex-fumadora e 72 por cento nunca tinha fumado.
 

 

Em ambos os inquéritos, pode obervar-se que a prevalência de fumadores é maior no sexo masculino relativamente ao sexo feminino.
 

 

Em 1987, eram fumadores cerca de 34 por cento dos homens e cinco das mulheres. Em 1995, verifica-se um decréscimo de prevalência deste hábito no sexo masculino (30 por cento) e um acréscimo no sexo feminino (sete por cento).
 

 

No grupo etário dos 15 aos 19 anos, verificou-se um aumento de um por cento nos rapazes e de dois por cento nas jovens.
 

 

No que dizia respeito à idade de início deste hábito, verificou-se que cerca de 19 por cento dos inquiridos o iniciaram com menos de quinze anos – cerca de 36 por cento entre os 15 e os 17 anos e 39 por cento entre os 18 e os 24 anos. Apenas cerca de seis dos fumadores afirmaram ter iniciado aquele hábito após os 25 anos.
 

 

A OMS revela que se nada for feito o número de mortes neste século poderá ascender a bilião. Neste momento, o tabaco mata anualmente 4,9 milhões de pessoas. Com este mapa mundial, esta organização pretende alertar, sem excepção, todas as populações e Estados do Mundo.
 

 

Um “recado” bastante significativo para a China, o país que lidera o “top ten” do consumo mundial, “queimando” 1,6 milhões de cigarros, por ano.
 

 

Veja mais em: Correio da Manhã
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.