Cientistas usam terapia genética para travar desenvolvimento de cancro

Novas formas de combater e tratar o cancro

28 fevereiro 2001
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos usaram a terapia genética como método para travar o desenvolvimento de cancro em ratos, segundo relatório publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.
 

 

Segundo os autores este estudo mostra, pela primeira vez, como a terapia genética pode ser usada para tratar estádios iniciais de cancro e na prevenção do mesmo.
 

 

Os investigadores reactivaram um gene supressor de tumores, o FHIT, que está inactivo em células cancerígenas. Este gene, quando activo, impede o crescimento descontrolado das células.
 

 

A equipa criou ratos expondo-os a químicos causadores de cancro, tornando-os muito susceptíveis ao desenvolvimento de tumores no esófago e no estômago. Depois foi-lhes administrado oralmente o gene FHIT por meio de vectores virais.
 

 

Os ratos que receberam o gene tinham menor probabilidade de desenvolver tumores, em comparação com os ratos que não foram tratados, segundo os resultados deste estudo.
 

 

De notar que este tratamento não danifica as células saudáveis. De qualquer maneira, antes de se poder fazer uso clínico destes vectores com o gene FHIT, deve ser aferida a segurança do método em humanos, dizem os investigadores.
 

 

Helder da Cunha Pereira
 

MNI – Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Reuters Health

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.