Cientistas travam do cancro do cólon

Propagação de células cancerígenas bloqueada

08 janeiro 2004
  |  Partilhar:

Investigadores israelitas conseguiram pela primeira vez, em laboratório, travar a propagação de células do cancro do cólon in vitro, anunciou esta semana o Instituto Weizmann, localizado perto de Telavive.As conclusões do estudo abrem a possibilidade de um tratamento mais eficaz para o cancro do cólon, particularmente perigoso quando são produzidas as metástases, segundo um comunicado do Instituto.Os investigadores descobriram nas células cancerígenas uma quantidade anormalmente elevada de uma proteína que lhes permite perderem a sua aderência às células vizinhas e emigrarem pelo sangue, formando tumores malignos noutras partes do corpo.O aumento desta proteína é acompanhado pela diminuição de uma outra, indispensável para manter a aderência entre as células. Trabalhando em laboratório nos genes de tipo Slug das células cancerígenas, os investigadores conseguiram diminuir a produção de uma proteína e aumentar a de outra, travando a sua migração.«O facto do processo de invasão do cancro do cólon poder ser invertido é realmente surpreendente e permite esperar que será possível pará-lo no homem», disse aos jornalistas Avri Bem Zeev, do departamento de biologia responsável por esta investigação, recentemente publicada na revista Journal of Cell Biology.O cancro do cólon é o segundo mais frequente nos homens no ocidente e o terceiro mais frequente nas mulheres.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.