Cientistas testam fármaco em mamíferos que aumenta libido e reduz apetite

Estudo da Human Reproductive Sciences Unit

02 maio 2007
  |  Partilhar:

Cientistas britânicos testaram um fármaco– que tem por base a hormona gonadotrofina coriónica – e asseguram que em roedores aumenta a libido e reduzir o apetite. Uma equipa da MRC Human Reproductive Sciences Unit, em Edimburgo, na Escócia, testou a substância em macacas e morcegos, tendo verificado mudanças no comportamento sexual dos animais, que também passaram a comer menos. As macacas que foram submetidas a injecções de gonadotrofina apresentaram comportamento sexual interpretado como convidativo ao acasalamento, como mostrar a língua e levantar as sobrancelhas. Os morcegos fêmeas passaram a exibir o traseiro e agitar a cauda. Os animais também reduziram a alimentação em, pelo menos, um terço do que o habitual. A equipa liderada por Robert P. Millar, diz esperar que uma versão para uso em humanos esteja disponível dentro de dez anos. "Esta hormona é distribuída em regiões do cérebro que, nós suspeitamos, afectem o comportamento associado à reprodução", afirmou o investigador e director da MRC ao jornal escocês “Scotland on Sunday”. Millar disse, ainda, esperar que talvez seja possível desenvolver um fármaco que produza o mesmo efeito em machos, mas ainda não foram realizados testes. Vários especialistas advertem, no entanto, que a diminuição da libido está, muitas vezes, associada a problemas no relacionamento. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.