Cientistas questionam papel dos antioxidantes durante os tratamentos oncológicos

Estudo apresentado na revista "Journal of the National Cancer Institute"

24 junho 2008
  |  Partilhar:

Suplementos vitamínicos podem reduzir a eficácia dos tratamentos oncológicos, ao bloquearem o processo pelo qual actuam os agentes da quimioterapia e radioterapia, advertem cientistas num artigo publicado na revista "Journal of the National Cancer Institute".
 

 

A revisão dos estudos foi efectuada por especialistas do "Navel Medical Center", nos EUA.
 

 

Tanto a Quimioterapia, como a Radioterapia induzem o desenvolvimento de radicais livres, moléculas que, em grandes quantidades, danificam o ADN e algumas proteínas. Os antioxidantes têm precisamente a acção contrária.
 

 

Nos trabalhos analisados, os cientistas identificaram três estudos clínicos sobre a influência dos antioxidantes na Radioterapia, sendo que o que abrangeu um maior número de pacientes sugere uma ligação entre consumo de suplementos e uma redução na taxa de sobrevida global dos pacientes. Contudo, advertem os cientistas, existem provas científicas de que a amifostina (também oxidante) possa proteger os tecidos saudáveis dos danos da radiação.
 

 

Em relação à Quimioterapia, foram identificados 16 estudos sobre o uso de suplementos, mas não foi encontrada alguma prova que relacionasse a redução das taxas de resposta ao tratamento. Os autores alertam, no entanto, que nenhuma das pesquisas foi significativa para se chegar a uma conclusão.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.