Cientistas querem testar chocolate em cardíacos agudos

Pesquisa do William Harvey Research Institute

05 junho 2006
  |  Partilhar:

Cardiologistas do William Harvey Research Institute, em Londres, pediram autorização para testar o consumo de chocolate amargo em 40 portadores de doenças cardíacas agudas. O pedido segue-se à divulgação recente de vários estudos, os quais sugerem que os chamados flavonóides, encontrados em alguns tipos de chocolate, podem combater doenças do coração, hipertensão e AVC. Contudo, segundo o coordenador da investigação, Roger Corder, a maioria desses estudos baseia-se na avaliação de voluntários com nenhuns ou poucos sintomas moderados de doenças cardíacas. "Estou intrigado em saber de que modo os ingredientes do chocolate podem modificar as funções vasculares e acho que agora temos de examinar pacientes num quadro relativamente grave", afirmou o especialista.Segundo estudos anteriores, os flavonóides podem reduzir o chamado mau colesterol (LDL). Mas alguns especialistas lembram que os possíveis benefícios do chocolate não compensam os malefícios provocados pelos altos teores de gordura e açúcar presentes no doce. No entanto, existem algumas provas de que pequenas quantidades de chocolate amargo podem provocar efeitos benéficos de curta duração sobre a circulação sanguínea. O próprio Roger Corder reconhece os problemas apresentados pelo chocolate. E aponta ser ainda necessário “seis a 12 meses para indicar quais as melhores marcas para consumo pelos pacientes cardíacos”. Corder já realizou um estudo que relaciona a longevidade ao consumo de um determinado vinho tinto produzido com um certo tipo de uvas da ilha italiana da Sardenha.MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.