Cientistas portugueses querem livre acesso a literatura científica financiada publicamente

Petição on-line

12 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

Cerca de 700 académicos e cientistas portugueses aderiram à petição de apoio ao acesso livre à literatura científica europeia que a Comissão Europeia vai discutir em Bruxelas. A petição está disponível na Internet em www.ec-petition.eu.
 

 

A petição encoraja a União a "aceitar as recomendações delineadas no estudo "EC-commissioned Study on the Economic and Technical Evolution of the Scientific Publication Markets of Europe". Publicado no início de 2006, este estudo apresentou um conjunto de recomendações no sentido de assegurar uma maior acessibilidade aos artigos científicos publicados.
 

 

A primeira recomendação apelava particularmente para "garantir o acesso público aos resultados de pesquisas financiadas publicamente pouco depois da sua publicação".
 

 

Além de assinaturas em nome individual, a petição on-line junta adesões institucionais de universidades, sociedades científicas, centros de investigação, fundações, academias, bibliotecas e departamentos governamentais.
 

 

Em Portugal, a petição já foi assinada pelo Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) e pelos Reitores da Universidade do Minho e da Universidade do Porto.
 

 

Em termos europeus, a iniciativa foi subscrita, em apenas 14 dias, por 14 mil pessoas, entre as quais alguns laureados com o Prémio Nobel.
 

A petição conta, no entanto, com a oposição de editores de alguns jornais e revistas científicas, que dizem ter a sua sobrevivência ameaçada se a medida for aplicada, sublinhando que o mesmo pode acontecer a sociedades científicas.
 

 

Fontes: Lusa e Público
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.