Cientistas portugueses avançam na compreensão dos herpesvírus

Investigação pode levar a novos medicamentos

14 julho 2003
  |  Partilhar:

Cientistas portugueses identificaram mecanismos de latência dos herpesvírus, presentes no organismo de 90 por cento dos adultos mas que apenas causam doença numa pequena parte destes, um avanço fundamental no desenvolvimento de novos medicamentos.
 

 

A equipa de Patogenia Viral do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), coordenada por João Pedro Simas, 37 anos, dedica-se à compreensão dos mecanismos de latência dos herpesvírus, família viral que inclui o vírus de Epstein-Barr que causa a mononucleose infecciosa nos adolescentes ou o responsável pelo herpes labial, entre oito que afectam o homem.
 

 

O trabalho surge publicado na edição de Julho da revista norte- americana Jounal of Virology. «Uma vez infectado um organismo [por um herpesvírus] o vírus consegue permanecer para o resto da vida de forma latente, podendo ser reactivado periodicamente e libertado para o exterior», explicou o cientista, em declarações à Agência Lusa.
 

 

Em colaboração com investigadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, onde Pedro Simas trabalhou durante nove anos antes de ingressar no IGC, os cientistas portugueses trabalharam no sentido de perceber como estes vírus entram no organismo, permanecem nele de forma latente e só causam doença periodicamente e em determinadas situações (stress ou exposição solar, por exemplo).
 

 

Ao conhecer os mecanismos moleculares que possibilitam esta latência, os cientistas abrem caminho ao «desenvolvimento de drogas ou estratégias terapêuticas que a combatam, tentando eliminar a periodicidade com que infectam um adulto normal (90 por cento, apesar de se manifestarem clinicamente junto de uma pequena parte destes)».
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.