Cientistas investigam sono humano nas moscas da fruta

Estudo publicado pela revista “Science”

05 maio 2009
  |  Partilhar:

Uma equipa de investigadores norte-americanos concluiu que o sono ajuda a limpar o cérebro de informações desnecessárias e a dar lugar a novas aprendizagens. O trabalho foi publicado na revista “Science”.

 

Investigadores da University School of Medicine de Saint Louis, liderados por Paul Shaw, ao estudarem a mosca da fruta, começaram por querer saber quantas ligações neuronais (sinapses) se alteram durante o dono.

 

Segundo os investigadores, é possível monitorizar a criação de novas sinapses no cérebro da mosca da fruta num momento de aprendizagem e mostrar como o sono diminui o número de sinapses.

 

 

Os cientistas vêem nestas moscas um bom modelo para estudar o sono nos humanos, já que, como as pessoas, estes insectos precisam de seis a oito horas de sono por noite e manifestam sinais físicos e mentais de privação quando não dormem o suficiente.

 

Para os neurologistas, a criação de novas sinapses é uma forma fundamental de o cérebro codificar recordações e aprendizagens, mas, como estas não podem manter-se indefinidamente, é aí que o sono desempenha o seu papel.

 

Era já conhecido o facto de que o sono promove a aprendizagem, mas esta equipa chegou à conclusão de que "a aprendizagem aumenta a necessidade de dormir". "Actualmente, muitas pessoas estão preocupadas com os seus empregos e com a economia e algumas delas estão a dormir pouco por causa disso", referiu à BBC o investigador Paul Shaw. Porém, adverte o especialista, "estes dados sugerem que o melhor a fazer para estar em forma e aumentar as hipóteses de manter o emprego é dar alta prioridade a dormir o tempo necessário".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.