Cientistas investigam fármaco já existente para tratamento da esclerose amiotrófica

Estudo publicado no “Journal of Clinical Investigation”

22 outubro 2009
  |  Partilhar:

Um medicamento já usado para tratar o envenenamento do sangue mostrou-se promissor no tratamento da esclerose lateral amiotrófica (ELA), revela um estudo publicado no “Journal of Clinical Investigation”.

 

No estudo, liderado por Berislav Zlokovic, neurocientista da University of Rochester, nos EUA, os investigadores conseguiram prolongar o ciclo de vida dos ratinhos portadores de uma forma grave da doença.

 

Esta investigação verificou que um fármaco - que já se utiliza para outras condições - parece proteger os neurónios dos ratinhos atacados pela doença. O composto, uma forma de uma enzima conhecida como “proteína C activada”, já se utiliza para tratar o envenenamento do sangue. Dado que apresenta um risco elevado de hemorragia, os investigadores não acreditam que possa funcionar como tratamento para a ELA. Por isso, estão a investigar o desenvolvimento de novas formas do composto, de modo a melhorarem as probabilidades de funcionamento do mesmo como tratamento adequado.

 

Segundo Berislav Zlokovic, o composto tem uma grande vantagem: a sua administração está já aprovada e é feita por via intravenosa enquanto os outros tratamentos em desenvolvimento actualmente envolvem intervenção cirúrgica. Em comunicado de imprensa, o investigador espera provar a eficácia do composto no tratamento da doença no homem nos próximos cinco anos.

 

A esclerose lateral amiotrófica (também designada por doença de Lou Gehrig) é uma doença neurodegenerativa progressiva e fatal, caracterizada pela deterioração das funções motoras.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar

Esclerose lateral amiotrófica

Desenrolar de novas terapias para tratamento desta doença

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.