Cientistas induzem células tumorais ao suicídio

Estudo da Universidade de Linz

06 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

Uma equipa de investigadores austríacos desenvolveu uma nova técnica de combate ao Carcinoma do Intestino, que consiste na introdução de ruténio nas células tumorais, induzindo-as assim ao "suicídio". O estudo foi liderado pelo químico e médico Bernhard Keppler, da Universidade de Linz, Áustria.
 

 

A técnica funciona como um "cavalo de Tróia", já que o ruténio (elemento químico de número atómico 44) é transportado pela célula através de uma proteína que serve normalmente para o fornecimento de ferro.
 

 

Devido ao seu crescimento rápido e ao seu metabolismo acelerado, as células malignas do Cancro precisam de grandes quantidades de ferro. Todavia, em vez de obterem essa substância, recebem ruténio, que tem efeitos na mitocôndria celular, a "central energética" da célula, ficando assim programadas para o "suicídio".
 

 

Para reduzir ao mínimo os efeitos secundários, os cientistas criaram um mecanismo de protecção das células sãs que torna o ruténio inactivo quando entra em contacto com elas.
 

 

Os investigadores da equipa de Kepler desenvolveram terapias parecidas contra o Cancro dos Testículos e obtiveram já os primeiros êxitos em estudos clínicos para combater o Cancro dos Intestinos.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.