Cientistas identificam partícula chave para auto-reparação celular

Investigação pode dar novo avanço contra o cancro

26 novembro 2002
  |  Partilhar:

Uma equipa de cientistas italianos do Instituto San Raffaele de Milão identificou o mecanismo interno que as células utilizam para se repararem a si mesmas, o que poderá significar um novo avanço contra o cancro.
 

 

Os investigadores já possuíam algumas informações acerca do mecanismo de funcionamento celular graças à descoberta, há alguns anos, da proteína "P53" mas, até agora, desconhecia-se qual era a partícula que impulsionava essa auto-reparação.
 

 

A revista científica "Nature Cell Biology" vai publicar na edição de Dezembro esta investigação, que foi hoje antecipada pelos meios de comunicação social italianos.
 

 

Com esta descoberta, abre-se caminho à hipótese de interromper o mecanismo de auto-reparação das células o que poderia ser útil em doenças como a fibrose ou a distrofia muscular.
 

 

No caso das células cancerosas, o conhecimento deste mecanismo interno poderá ajudar a provocar a morte das células doentes, impedindo-as de danificar o resto do organismo.
 

 

O componente celular descoberto que permite às células repararem-se entra em funcionamento no momento em que estas se lesionam, de forma a regular a membrana da célula afectada.
 

 

"Esta descoberta abre novas perspectivas no campo das doenças", explicou o professor Jacopo Meldolesi, director da equipa de investigação do Instituto San Raffaele.
 

 

"Teoricamente, poderemos no futuro proteger as células expostas a condições de risco, como no caso da trombose, ou isolar as células malignas e destruí-las, como nos tumores", afirmou Melsolesi.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.