Cientistas desvendam proteína implicada na Síndrome de Abstinência de cocainómanos

Estudo publicado na Neuron

22 agosto 2006
  |  Partilhar:

A proteína orexin A é a responsável pela Síndrome de Abstinência que atinge os cocainómanos, segundo um estudo publicado pela revista Neuron. Uma equipa liderada pelo neurobiólogo Antonello Bonci, da Ernest Gallo Clinic and Research Center, da University of Califórnia em São Francisco, EUA, descobriu que a proteína orexin A é necessária para o desenvolvimento dos comportamentos ansiosos provocados pela falta do estupefaciente e que a síndrome de abstinência pode ser interrompida se a acção a substância for bloqueada. Os investigadores descobriram que em todos os ratinhos estudados era necessária a presença da orexin A para tornar o cérebro sensível aos efeitos da cocaína, de forma que, quando este facto acontecia, ocorria um crescimento na actividade dos animais quando recebiam a substância. Além disso, os cientistas conseguiram reverter o estado de dependência do cérebro dos animais através de fármacos que bloqueavam a actividade da orexin A nesta área cerebral, o que, segundo o estudo, "poderá fornecer novas saídas fármaco-terapêuticas" para a dependência da cocaína. A orexin A é uma substância reguladora, libertada pelo hipotálamo lateral do cérebro que actua na VTA (Ventral Tegmental Area). MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.