Cientistas desenvolvem vacina em spray contra a BCG

Trabalho publicado na “PNAS”

14 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

Investigadores da Harvard University, Cambridge-Massachusetts, EUA, encontraram uma maneira prática e barata de aplicar a vacina BGC, contra a Tuberculose, a populações mais desfavorecidas, nomeadamente os milhões de africanos infectados pelo vírus da Sida.
 

 

A equipa, liderada por Yun-Ling Wong e David Edwards, conseguiu desenvolver um spray para “secar” a solução de bactérias atenuadas que compõe a vacina, permitindo que esta seja armazenada à temperatura ambiente durante meses, sem se estragar.
 

 

Os cientistas - que apresentaram o seu trabalho na última edição da revista científica "PNAS" - usaram um sistema de secagem semelhante ao utilizado normalmente para produzir leite em pó.
 

 

Hoje, o sistema de secagem mais utilizado com a BCG é a via do congelamento, o que exige a presença de frigoríficos, dificultando a aplicação da vacina em países ou regiões muito pobres, sem energia eléctrica ou saneamento básico.
 

 

A nova tecnologia, que envolveu uma mudança na formulação da vacina para evitar problemas na secagem por spray, também é mais barata e facilita a aplicação da BCG sem a necessidade de seringas - por exemplo, através de inalação.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.