Cientistas desenvolvem índice que prevê risco de fractura óssea

Trabalho publicado na Radiology

07 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

Investigadores australianos dizem ter desenvolvido um índice que ajudaria a prever, com precisão de 75%, a probabilidade de fractura óssea entre mulheres com Osteoporose, revela um estudo publicado na revista Radiology.
 

 

A densidade reduzida dos ossos entre pessoas com Osteoporose aumenta significativamente o risco de fracturas. Com mulheres, o problema torna-se mais comum durante as modificações hormonais que ocorrem na Menopausa.
 

 

Segundo a rede britânica BBC, Margaret Henry, professora de estatística da Melbourne University, Austrália, comparou 231 mulheres com Osteoporose que tinham sofrido fracturas com outras 448 sem esse tipo de problema.
 

 

Henry percebeu que alguns fatores-chave influenciavam a probabilidade de fracturas: a densidade do osso na medula espinal e nos quadris, o peso das pacientes e o número de fracturas anteriores. Com base nesses dados, foi possível prever a probabilidade de fractura com incerteza de 25%. O grupo está a programar o estudar do fenómeno em homens.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.